Sabia que comer uma maçã por dia pode evitar uma ida ao médico?

Coma uma maçã por dia e poupe uma ida ao médico

Compartilhe!

Comer uma maçã por dia realmente pode te ajudar a evitar uma ida ao médico, de acordo com um estudo. A fruta aparentemente pode reduzir em 35% os riscos de morte em mulheres idosas, além de aumentar a proteção contra câncer. De acordo com os pesquisadores, as maçãs são conhecidas por melhorar a saúde através dos seus elevados índices de Vitamina C, Vitamina K, Magnésio, Potássio e Fibras. Além disso, são ricas em um composto chamado flavonóides, os grandes responsáveis pela cor e sabor marcantes das frutas e vegetais, mas que no corpo podem reduzir os riscos de ataque cardíaco e câncer.

Publicidade

Os efeitos observados na pesquisa, entretanto, não são unicamente devido à esses nutrientes. Podem existir outros elementos ao comer uma maçã por dia que auxiliem na redução do risco de morte por uma doença crônica.

A pesquisa foi realizada em uma universidade na Austrália, que acompanhou durante 15 anos a vida de um grupo de 1456 mulheres com idades entre 70 e 85 anos de idade. Elas responderam questionários sobre sua alimentação que ajudaram a entender como as maçãs poderiam afetar a taxa de mortalidade. O resultado mostrou que uma variedade de frutas, quando consumidas diariamente, trazem benefícios à saúde. As mulheres que comeram uma maçã por dia mostraram-se predispostas à uma expectativa de vida maior do que as que não comeram.

O Dr. Jonathan Hodgson, da escola de medicina e farmacologia da Universidade de Western Austrália atribuiu esse resultado à uma maior concentração de flavonóides e fibras na casca da fruta. A concentração elevada de fibra encontrada nas maçãs também esta relacionada à redução do colesterol, da pressão sanguínea e também do risco de câncer.

De acordo com o Dr. Jonathan Hodgson, “Maçãs estão entre as maiores fontes de flavonóides. Já mostramos que a ingestão dos flavonóides presentes na casca da maçã melhoram a circulação. Agora mostramos que uma maior ingestão de maçãs pode ser associada à redução das taxas de mortalidade e incidência de câncer em mulheres idosas.”

Agora… você deve estar se perguntando porque esse estudo foi feito com maçãs. A resposta é simples: maçãs são a segunda fruta popular no mundo depois das bananas!

Em resumo, de acordo com os resultados do estudo, “uma maçã por dia reduz a mortalidade em mulheres idosas, particularmente através da redução do risco de câncer”. Além disso, pessoas que comem maçãs estão mais propensas a levar um estilo de vida mais saudável, e consumir outras frutas e vegetais que por sua vez também podem contribuir para uma elevação na expectativa de vida. O estudo foi publicado no Jornal Britânico de Nutrição, e também mostra que fumantes estavam menos propensos a consumir maçãs.

Em outro estudo também publicado em 2016, pesquisadores da Universidade de East Anglia e da escola de medicina de Harvard, mostraram inclusive a relação entre flavonóides e a balança. Segundo eles, comer um punhado de blueberries (aquela frutinha escura que parece uma jabuticaba) todos os dias por 4 anos, além de saudável, pode ajudar na redução de aproximadamente 1,2kg no peso, uma vez que os nutrientes poderiam ajudar a reduzir a energia absorvida da comida, especialmente do açúcar. Só não vale usar isso de desculpa para chutar o balde e fugir da academia e de exercícios físicos, hein? 😉


Não esqueça de compartilhar e se cadastrar na nossa newsletter!

Saiba mais: Onde encontrar e para que servem os flavonóides?

A maioria das frutas, ervas e vegetais trazem uma quantidade de flavonóides. Outros alimentos como feijões secos, grãos, vinho tinto e chás verdes e pretos também tem. De maneira geral, quanto mais colorido o alimento for, mais flavonóides ele tem (com exceção da laranja, que tem esse elemento concentrado no interior da popa).

Um dos principais benefícios para a recomendação do consumo diário de frutas e vegetais é a ação desses compostos, uma vez que podem causar diversos efeitos no corpo, como por exemplo ação anti-inflamatória, hormonal, anti-hemorrágica, antialérgica e anticancerígena. Podem ainda ser responsáveis por aumentar a resistência capilar, mas seu efeito mais importante mesmo é a propriedade antioxidante.

[FimDoPostNewsletter]
Foto da capa: Krzysztof Puszczyński

Compartilhe!

Cadastre-se na nossa lista

Receba nossas novidades e notícias exclusivas direto no seu e-mail. Sem spam e sem exageros!



Publicidade

Deixe um comentário